france italy spain russian emirates japanese chinese portugese 

OS CASTELOS DO REI LUDWIG II

O Castelo de Neuschwanstein, Herrenchiemsee & Co – O rei dos contos de fada Ludwig II e seus castelos.

O rei Ludwig II hoje ainda permanece muito querido, como sempre foi. Bávaros mais velhos ainda são vistos hoje com retratos de Ludwig II de chapéu típico perto da Stammtisch (mesa coletiva de cervejarias). Sem dúvida ele é um símbolo turístico da Bavária para o mundo, junto com seus castelos. Os habitantes de Munique podem olhar para esse assunto com mais sobriedade, pois Ludwig não fez nada pela cidade, ele odiava a cidade. Após algumas discussões com o parlamento bávaro, ele se retirou de Munique amargurado. Ludwig II não era democrata é preferia ter sido um governante absolutista. Em Munique isso não era mais aceito no início do século 19, e por isso ele construiu seus castelos longe do odiado parlamento. Em termos de história da arquitetura, seus castelos pertencem ao tempo do Historicismo. Nessa época era comum copiar estilos arquitetônicos históricos de edifícios inteiros.

 

Rei Ludwig II: Novo Castelo de Herrenchiemsee

 

3164396700 6a1d80f246 z

 
Quase tão belo quanto Versalhes: Herrenchiemsee (foto: Flickr.com/digital cat)

Ludwig II admirava a dinastia francesa dos Bourbons, especialmente Luís XIV. Isso também se reflete em seus castelos, que são bastante afrancesados. Em Herrenchiemseee isso fica patente, pois no meio da Ilha Herren, no lago Chiem fica uma cópia de Versalhes. Apenas foi reproduzida a parte central do jardim do tempo de Luís XIV. Copiar todo o palácio de Versalhes teria sido um pouco caro demais, pois este fora construído para mais de 10 mil membros da corte e sua construção durou séculos. Isso seria espaço demais para apenas um rei, sem corte. No Versalhes real, naquela época os nobres se acotovelavam para conseguir um quarto. Ludwig II viveu apenas alguns dias em seu castelo, que nunca foi concluído. Comparado com o original, uma coisa chama atenção: Falta a maior e mais imponente obra de arte, o jardim de Versalhes. Mas no Lago Herrenchiem lhe esperam caminhadas românticas, passeios de navio pelo lado e, estando bom o tempo, obviamente, uma vista dos Alpes.

 

Partida: pela Rodovia Federal A8 (Salzburgo-Munique), partida de Bernau para Prien em Chiemsee. No anel viário de Prien seguir as placas (Chiemsee ou Königsschloss). De Prien/Stock partem navios regularmente para a Ilha de Herren. Os horários da ferrovia Chiemsee e da linha de navios de Chiemsee podem ser encontrados em www.chiemsee-schifffahrt.de

 

Rei Ludwig II: Castelo de Neuschwanstein

 

35899064 80972b4109 b

 
Palco famoso internacionalmente: Neuschwanstein (Foto: k4dordy)

 

Esse castelo está entre as atrações turísticas mais famosas do mundo. Ele fica majesticamente sobre uma montanha, formando uma paisagem espetacular. A inspiração para o castelo veio ao rei Ludwig II durante uma visita à França. Ele visitou o castelo Pierrefonds. O arquiteto francês Eugène Viollet-le-Duc reconstruiu as ruína na época para Napoleão III como residência particular. A idade média na França adorava as típicas torres redondas de Neuschwanstein. Ao contrário de uma construção militar medieval, o castelo de Neuschwanstein servia de pura encenação, como palco construído de uma representação romântica da idade média. Ludwig II adorava a música de Richard Wagner, e com ela a toda representação declarada da Idade Média alemã. Portanto no interior estão todos os tipos de afrescos com representações das óperas de Percival e Lohengrin.

 

Em termos de história da arquitetura, o castelo pertence ao tempo do Historicismo. Burgos historicistas também foram construídos em outros lugares naquela época. Mas nenhum tão belo. A construção sugere Idade Média, mas as possibilidades técnicas do século 19 foram usadas plenamente. Isso permitiu a instalação de aquecimento e água corrente. Também foi usado o material mais avançado da época: Aço. Atrás das colunas se escondem suportes e perfis de aço invisíveis.

 

Viagem: pela Rodovia Federal A7 (Ulm – Kempten – Füssen) até o fim da rodovia. De Füssen pela rodovia estadual B17, na direção de Schwangau; após o fim do município, virar à direita de Hohenschwangau. Na cidade de Hohenschwangau só existem estacionamentos particulares (5 euros / automóvel - atualizado em: 1 de Abril de 2011). Com a Ferrovia Deutsche Bahn (www.bahn.de) para Füssen, então com o ônibus RVA/OVG 73 em direção a Steingaden / Garmisch-Partenkirchen ou ônibus RVA/OVG 78 na direção de Schwangau até o ponto de Hohenschwangau / Alpseestrasse.

 

Rei Ludwig II: Linderhof

 

220267409 27d6544f2f b

 
O opulento interior no quiosque mouro (foto: Flickr.com/Oefe)

 

Era em Linderhof que o rei Ludwig II mais ficava. Ele adorava esse pequeno retiro. O edifício no estilo neo-barroco mais extravagante faz lembrar um castelinho francês, mas falta-lhe claridade e elegância. O interior do castelo foi feito em estilo rococó. Similarmente a Herrenchiemsee, aqui também foi desenvolvida uma mecânica para uma chamada "Mesinha Cobre Você". Mas o ponto alto verdadeiro são as estruturas no parque: o quiosque mouro, a casa marroquina, a chamada Cabana Hunding e o eremitério de Gurnemanz. A maior atração: a mágica grota de Vênus, uma cena de palco da ópera Wagneriana Tannhäuser. O rei Ludwig II remava pela gruta com jogos mágicos de luz e música de Wagner até a gôndola. A então jovem empresa BASF participou da instalação dos jogos de luz. Contido o palco hoje está bastante deteriorado e está protegido por redes e andaimes, para proteger visitantes contra pedaços de cimento que se desprendem e caem. Já está sendo preparada uma restauração.

 

Jornada: pegue a rodovia federal A95 e a autoestrada B2 até Oberau. Ali siga as placas até a B23/Ettaler Strasse na direção de Ettal. Após Ettal, vira à direita para a Staatstrasse ST2060. Em Linderhof vire à direita até o castelo. Com a Ferrovia Deutsche Bahn (www.bahn.de) vá até Oberammergau, então pegue o ônibus 9622 até Linderhof.

 

Rei Ludwig II: Casa real em Schachen

 

238684832 8dfb7d7475 b

 
A 1800 metros está a cabana Schachen (foto: Flickr.com, Mundus Gregorius)

 

Esse castelinho de madeira está a 1866 metros de altura na montanha de Schachen, ao sul de Garmisch-Partenkirchen. Ele pode ser alcançado a pé através do hotel de luxo Schloss Elmau, no chamado Caminho Real. No piso térreo o prédio não tem nada de especial, mas no andar de cima fica uma sala turca das mil e uma noites, coberta com carpetes nobres, uma fonte borbulhante, penas de pavão, vasos e lustres. A luz entra colorida através do vidro pintado das janelas. A sala foi inspirada pelo estilo dos palácios turcos. Contudo, a caminhada do vale até essa pequena jóia leva de 3 a 4 horas.

 

Jornada: da Estação Ferroviária Central de Munique (Starnberger Flügelganhof – Hauptbahnhof München) até Klais (partidas a cada hora). A viagem simples custa cerca de 16 euros. De Innsbruck (Áustria): Pegue o trem até Mittenwald e de lá siga até Klais.

 

153338047 5105cd1a95 o

 
Hoje infelizmente precisando de restauração: a Gruta de Vênus (foto: Flickr.com, Allie Caulfield)

 

Mais alguns poucos castelos e construções foram planejados por Ludwig II, como um palácio bizantino perto de Linderhof. Mas nunca foi erguido. O fim já se conhece.